quinta-feira, 24 de novembro de 2011

PARQUE NACIONAL DOS LENÇÓIS MARANHENSES.

Eu já tinha visto por fotos em revistas, cartões postais e até por imagens de TV numa conhecida novela das Nove, mas estar lá, presente, colocar os meus pés sobre aquelas dunas de areia fina e quente, foi algo surpreendentemente magico e de uma emoção que eu não tenho palavras para conceituar. Talvez a unica explicação para tanta beleza, seja mesmo a inexplicável mão de Deus na construção deste paraíso ecológico.


São 155 mil hectares de extensão, este deserto de areias, do tamanho da cidade de São Paulo, que se difere dos demais, por apresentar lagoas de águas mornas e cristalinas, criadas pela água da chuva nos períodos de Janeiro à Junho. Estas lagoas mudam de posição e formato de acordo com o movimento do vento que nunca para de soprar e também deixa a areia agradavelmente morna sob os pés de seus visitantes.



A cidade de Barreirinhas é a porta de entrada para quem deseja visitar o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses cujo o nome (lençóis) se deve a semelhança da região a um lençol visto de cima e jogado casualmente sobre uma cama formando ondulações (dunas).




A partir de São Luis são oferecidos pacotes por diversas operadoras de turismos até este paraíso recém descoberto pelo homem através da novela "O Clone" da TV Globo e o filme "Casa de Areia" com Fernanda Montenegro e Fernanda Torres que rodou o mundo.




Vans são disponibilizadas por diversas operadoras de turismo, pegam seus clientes na porta das pousadas e hotéis pontualmente na hora marcada e por uma estrada asfaltada com duração de um pouco mais de 3 horas, chegam até Barreirinhas, onde são transferidos para um veiculo 4X4 Toyota, atravessam o rio Preguiças de Balsa e aí começa o passeio que é pura adrenalina sobre uma estradinha sinuosa de areia e mata nativa, por vezes quase fechada, até a entrada dos lençóis.



O candango, dromedário ou jardineira, como é apelidado o veiculo tracionado nas quatro rodas, vai balançando, derrapando na areia e cruzando por elevações do terreno e áreas alagadiças, até chegar aos pés de uma gigantesca duna. Este trajeto dura em torno de 40 minutos. A partir dali, o passeio é feito a pé com intervalos de banhos refrescantes.




As lagoas que conhecemos na longa caminhada pelas dunas foram: A Lagoa Bonita, a Lagoa Azul pela coloração da água e a do Peixe; esta duas ultimas são classificadas como permanente por nunca terem secado em longas estiagens e apresentarem algas e pequenos peixes em seu interior.




A orientação dos guias é que se leve água suficiente para beber, algum tipo de chapéu ou boné, óculos escuros, protetor solar e principalmente roupas leves. Lembrar que não existe bares ou banheiros públicos, o lugar é uma reserva ecológica. Todo o lixo produzido, deve ser recolhido e trazido de volta para Barreirinhas. É proibido a entrada de veículos particulares no parque, somente os autorizados pelo IBAMA. 





O passeio termina ao final da tarde com o convite para apreciar o magnifico Pôr do Sol sobre as dunas. É lindo, relaxante, imperdível!




Estando em São Luis, o ideal é que você fique em Barreirinhas pelo menos uma noite, para realizar pelo menos 02 passeios, reduzindo os gastos.
Van de S. Luis à Barreirinhas ida e volta: R$ 80,00
Parada no caminho p/ compra de um lanche e água: R$ 20,00
Toyota 4X4 até os Lençóis: R$ 50,00.
Pousada p/ uma noite c/ café incluso: R$ 100,00
Total: R$ 250,00.
Este vídeo que encontrei num site da Internet, menciona os lugares onde estive:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você pode fazer seu comentário clicando sobre o título da postagem onde será direcionado para Conversa Fiada, com espaço para a publicação da sua opinião. Ela será acolhida com atenção e carinho e sempre que possível respondidas.

Você também pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...