quinta-feira, 26 de maio de 2011

EM CRIANÇA NÃO SE BATE.

Num dos quadros do Programa "Mais Você" desta semana, foi  mostrado um vídeo de uma criança sendo espancada por um adulto. A cena gravada possivelmente por algum vizinho, me causou tamanha revolta que não tive outra reação imediata a não ser sair da frente da TV para conter minha raiva e repudio, mas depois me enchi de coragem e voltei para assisti-la, pois pensei que é necessário que vejamos cenas como esta pra acreditar-mos que elas realmente existem. Percebe-se o homem espancar violentamente á pontapés uma criança, deitada no chão, que de tão apavorada não apresentava nenhuma reação de fujir dali ou mesmo defender o próprio corpo das agressões. Com certeza a dor e o medo a impediam de tomar qualquer reação que provocasse mais fúria no covarde agressor. A criança parecia um bichinho acuado e que não via outra escolha a não ser a de se encolher e aguardar a própria sorte. 
A infância representa uma das fases mais importantes da vida e do ponto de vista legal, é o período que vai do o nascimento até os 12 anos, quando então, se inicia a fase da adolescência. Os cuidados na infância é condição fundamental para que, individual e coletivamente, possamos construir uma sociedade mais equilibrada e sadia. Dados do Ministério da Saúde informa que Dezoito mil crianças sofrem algum tipo de violência, todos os dias, no Brasil e na maioria dos casos, os agressores moram na mesma casa e são da própria família.
Não só no Brasil, mas no mundo todo, os casos de maus-tratos a crianças, desde espancamentos, desrespeito, destinação ao trabalho, prostituição infantil e atos de pedofilia são de recorrência sabida. Algumas dessas situações, particularmente aquelas ligadas ao uso de violência, têm recebido especial atenção da mídia e das autoridades governamentais. É lamentável e doloroso perceber que nos dias de hoje, ainda convivemos com situações como estas, em que pais e familiares são algozes de inocentes indefesos, utilizando seus próprios filhos como objetos, sacos de pancadas, para exercícios de maldades e outros impulsos doentios. No dia 19, semana passada, a apresentadora Xuxa, esteve presente a abertura do Seminário Sobre Experiências de Legislação Contra Castigos Corporais de Crianças e Adolescentes,  na Câmara dos Deputados, onde participaram também do debate Rainha Silvia da Suécia, a Ministra dos Direitos Humanos Maria do Rosário, a Presidente em Exercício da Câmara dos Deputados Rose de Freitas,  a Deputada Federal e Presidente da Comissão de Direitos Humanos Manuela D'Avilla, a Secretária Geral da Save the Children Suécia, Elisabeth Dahlin, a Representante Especial do Secretário Geral da ONU Marta Santos Pais e a Vice Presidente do Senado Marta Suplicy. A intenção do Seminário é influenciar o Governo a aprovar o projeto de Lei, que já tramita na Câmara dos Deputados, e proíbe qualquer tipo de castigo físico e humilhante em crianças e adolescentes.
É inaceitável que fatos como o que aconteceu com Isabella Nardone de 5 anos, Joanna Cardoso Marcenal Marins de 5 anos e tantos outros, sejam largados ao esquecimento.

Um comentário:

  1. infelizmente vivemos no mundo onde as pessoas nao tem coracao. sao covardes, nao sei oque eu faria se visse uma pessoa espancando uma crianca na minha frente, acho que eu nossa eu mataria uma pessoa dessa tanta covardia com uma criança indefesa!

    ResponderExcluir

Você pode fazer seu comentário clicando sobre o título da postagem onde será direcionado para Conversa Fiada, com espaço para a publicação da sua opinião. Ela será acolhida com atenção e carinho e sempre que possível respondidas.

Você também pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...