domingo, 8 de fevereiro de 2015

LARANJEIRAS - SERGIPE


Laranjeiras foi a primeira cidade histórica que conheci no Sergipe, localizada à 20 quilômetros de Aracaju e que se mantem intacta, desde o período da colonização portuguesa. No período colonial, Laranjeiras foi sede de inúmeros engenhos de cana-de-açúcar e importante centro de comercialização de escravos, motivo este, que fez com que se tornasse uma especie de concorrente de São Cristóvão, (outra cidade histórica), por conta de sua produção açucareira, coco e mandioca, sendo fundada a primeira alfandega de Sergipe, onde todas as mercadorias produzidas no estado fossem escoadas por ela..


Laranjeiras já foi a mais importante cidade sergipana, berço da cultura, educação, política e da economia. O wikipedia me contou, que o município só não se tornou a capital de Sergipe, por conta de uma manobra política do Barão de Maruim, que transferiu a sede de São Cristóvão (antiga capital), para Aracaju.


Foi também em Laranjeiras que surgiu algumas lutas em defesa da Republica e pela abolição da escravatura, além da ilustre visita de D. Pedro II em 1860.
O passeio pelo seu Centro Histórico, pode ser feito sem pressa e num único dia, a começar pelo Museu Afro-Brasileiro, que exibe móveis, maquinário de engenhos, objetos de tortura utilizados para castigar os escravos e representações de orixás.


A Igreja Matriz do Sagrado Coração de Jesus e o Museu de Arte Sacra, são outros locais de interesse, assim como a Igreja Nossa Senhora do Rosário e São Benedito Construída por negros na metade do século XIX, que era local de tradicionais comemorações como; Festa de Reis e da Rainha da Taieira, esta última uma louvação dirigida a São Benedito e Rosário, protetores dos escravos.
Na igreja realizam-se até hoje os ritos do Cacumbi, da Taieira, da Chegança e de São Gonçalo, sendo, portanto, o palco das maiores festas do folclore laranjeirense. A localização da igreja, fica no centro da cidade.


O Mercado Municipal é outro atrativo que chama a atenção; De Construção do século XIX, com características góticas, recebeu mercadorias vindas através do rio Cotinguiba. Até hoje funciona aos sábados para a feira local. Sua localização, fica também no centro da cidade.



Na entrada da cidade, no alto de uma colina, está localizada a igreja Bom Jesus dos Navegantes, onde se tem uma bela visão panorâmica da cidade e do Vale do Cotinguiba, por onde eram escoados a produção açucareira e distribuídas para o resto do país.



Outra atração imperdível é a igreja Nossa Senhora da Conceição de Comandaroba,  um dos prédios mais antigos de Sergipe, considerada uma verdadeira obra prima da arquitetura colonial. Foi construída em 1731 no alto de uma colina e é um dos monumentos históricos de maior valor do Estado. No fundo do altar-mor tem um túnel que fazia a ligação da igreja com a gruta da Pedra Furada, uma rota de fuga dos jesuítas durante os ataques e invasões dos holandeses.



E por falar nisto, Laranjeiras é também considerada a cidade com o maior número de cavernas do Brasil. Existe atualmente um projeto em tramitação, que busca parcerias entre os governos municipal e federal, para viabilizar roteiros de visitação turísticas nestes locais, onde pessoas da comunidade estão sendo preparadas.
Laranjeiras é simples, vibrante, pequena, colorida e com grandes riquezas culturais e arquitetônicas impregnadas em seus prédios, ruas e ladeiras construídas de pedra. Visita-la significa fazer uma viagem cultural e histórica no passado do nosso país.
Até a próxima viagem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você pode fazer seu comentário clicando sobre o título da postagem onde será direcionado para Conversa Fiada, com espaço para a publicação da sua opinião. Ela será acolhida com atenção e carinho e sempre que possível respondidas.

Você também pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...