domingo, 2 de agosto de 2015

TIRADENTES - MINAS GERAIS.

Tiradentes é dessas cidades graciosas, pequenas, coloridas que dá a sensação de que foram criadas para ilustrar um livro de poesia. Suas ruas estreitas e de calçamento de pedra, nos remete a um passado de riquezas e cultura, mas também de muitas lutas e sofrimentos.


Tiradentes acabou se tornando uma das cidades históricas mais bem preservadas do Brasil. As ruas estreitas com calçamentos de pedra, (estilo pé de moleque), que também faz lembrar da histórica Parati, conduzem seus visitantes para uma volta no passado, por entre casarios coloniais, fontes antigas, igrejas barrocas e charretes que circulam pelo centro histórico, durante o dia fazendo um ruido tipico, como se ainda vivêssemos no tempo do imperador. 


Tiradentes também lembra uma cidade cenográfica, onde à noite, a luz branda de lampiões, emolduram janelas e portas coloridas e formam sombras de telhados sobre as calçadas, acompanhando o clima pacato e romântico da cidade. Flores coloridas debruçam-se sobre muros caiados ou de pedras, em ruas curvas e sem saída ou que te levam para becos estreitos com novas surpresas a serem apreciadas.










Se eu tivesse que definir numa unica palavra a cidade de Tiradentes, eu diria que ela é: GRACIOSA
Os visitantes, devem pelo menos, ficar um dia e uma noite, para apreciarem toda a sua beleza, composta de casas de artesanatos, atelies, restaurantes e museus.




Entre tantas coisas para ser visitada, eu também recomendo:

IGREJA DE NOSSA SENHORA DOS PRETOS: 
Construída por escravos, a igreja mais antiga da cidade tem uma torre inacabada. Preste atenção no altar-mor, folheado a ouro, em estilo rococó; no arco de pedra de cantaria com a pintura Os 15 Mistérios do Rosário; e nos altares laterais, que exibem imagens dos santos negros São Benedito e Santo Antônio de Categeró.


IGREJA MATRIZ DE SANTO ANTÔNIO:
Um dos mais ricos exemplares do barroco brasileiro, a Matriz foi construída com a frente voltada para a Serra de São José. Logo na entrada, é difícil não se impressionar com os lustres de prata e a quantidade de ouro que decoram o altar e suas imagens. A Aleijadinho são atribuídas as esculturas da fachada e da portada, que datam de 1810. No alto, o órgão português de 1788 tem oito fileiras de tubos e belíssimas pinturas em estilo rococó. Também há opção de visitá-la à noite: O roteiro narrado conta a história da igreja com jogos de luz e um texto de 16 minutos gravado pelo ator Paulo Goulart. Às sextas-feiras, a artista Elisa Freixo toca composições clássicas no órgão (19 h 30, quando não há casamentos). Ligue para consultar a programação.

CHAFARIZ DE SÃO JOSÉ:
Localizado no centro histórico, possui três fontes, cujas funções originais eram fornecer água potável para a população (a da frente), servi como local para lavar roupas (ao lado) e como bebedouro de animais (na parte de trás). Acima delas está a imagem de terracota de São José de Botas, do século XVIII.


PASSEIO DE MARIA-FUMAÇA ATÉ SÃO JOÃO DEL REI:
Este passeio é imperdível. O trem percorre 12 km (40 minutos) margeando o Rio das Mortes, com vista para a Serra de São José no sentido Tiradentes/São João del Rei, quem senta do lado direito do vagão, tem o privilégio de observar melhor a paisagem. As saídas precisam de confirmação previa.


ALGUNS EVENTOS NA CIDADE:
Tiradentes possui eventos o ano inteiro como o Festival de Fotografia que ocorre no Mês de Março, em Janeiro (na segunda Quinzena) tem a Mostra de Cinema de Tiradentes que já é bem conhecida e em Agosto tem o Festival Internacional de Gastronomia.
Até a próxima viagem!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você pode fazer seu comentário clicando sobre o título da postagem onde será direcionado para Conversa Fiada, com espaço para a publicação da sua opinião. Ela será acolhida com atenção e carinho e sempre que possível respondidas.

Você também pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...