sábado, 25 de julho de 2015

BUKOWSKI E EU.

Às vezes, gosto de visitar meus sonhos à noite, bater na porta deles com intuito de reinicia-los de onde parei, dar continuidade ao que foi interrompido pelo gesto de acordar, pela responsabilidade de viver, de trabalhar, de comer, beber, de ter alguma popularidade e toda esta intemperança que o conviver me exige por regra.
Então lembrei destas palavras do poeta Bukowski, que consegue descrever de maneira simples e sem rodeios, meu espirito e de tantos outros sem voz, diante de alguns gestos tão comuns e que parece tornar-me escravo de uma rotina repetitiva e interminável que vai deixando tudo sem sabor e de cor sépia. "Não sei quanto a outras pessoas, mas quando me abaixo para colocar os sapatos, de manhã, penso. Deus Todo poderoso, o que mais agora?.."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você pode fazer seu comentário clicando sobre o título da postagem onde será direcionado para Conversa Fiada, com espaço para a publicação da sua opinião. Ela será acolhida com atenção e carinho e sempre que possível respondidas.

Você também pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...