quarta-feira, 6 de maio de 2015

RINCÃO DO INFERNO.


Um amigo, sabedor de que eu aprecio lugares incomuns e cujas as temáticas são diferentes das turísticas habituais, esteve visitando um lugar raro, relativamente distante e pouco conhecido pela maioria das pessoas que curtem turismo.
Ele então me enviou um recado, com algumas fotos deste lugar que se chama Rincão do Inferno, localizado na região das Palmas, entre Bagé e Caçapava do Sul. O lugar é geograficamente privilegiado por suas formações rochosas, cavernas, rio e famílias muito simples, que constitui os últimos remanescentes das comunidades quilombolas aqui no sul do país.
No passado este lugar era tão hostil para se viver que recebeu este nome apavorante. Desprezado pelos fazendeiros por ser inóspito até para a criação do gado,  com uma vegetação de cactus e unhas-de-gato, estradas ingrimes e esburaquentas e de pedras soltas, dificultando o seu acesso.
O lugarejo estava desvinculado de qualquer vestígio de civilização. Um lugar encravado entre planaltos e rochas gigantescas, onde apenas os resistentes e acostumados à viver na solidão resistiram.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você pode fazer seu comentário clicando sobre o título da postagem onde será direcionado para Conversa Fiada, com espaço para a publicação da sua opinião. Ela será acolhida com atenção e carinho e sempre que possível respondidas.

Você também pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...