sexta-feira, 20 de março de 2015

FIQUEI LIVRE DESTA PEDRA NO MEU SAPATO.


Quem nunca foi alvo de maledicências, que atire a primeira pedra. A fofoca é um prato indigesto cuja culpa não sabemos se damos pra quem a trouxe ou pra quem a fez!
Há mais de dez anos, um casal de conhecidos, foi jantar na minha casa. Eu era ainda casado e eles foram recebidos por mim e minha esposa, que preparamos de jantar um found de carne que eles nunca tinham experimentado antes, acompanhado de vinho tinto-seco, pois era inverno e achamos que aquela refeição era a ideal. Tudo foi muito tranquilo e divertido, pois riamos muito e falamos sobre diversos assuntos interessantes. Depois eles se despediram e foram embora, parecendo satisfeitos com tudo. Passado algumas semanas, soube através de uma outra pessoa, de acesso a eles, que haviam comentado terem jantado na minha casa e que se surpreenderam por perceberem que eu era uma bicha enrustido, casado com uma machorra, este foi o termo mal educado usado por eles, para nos definir. Eu e minha ex esposa, que desde aquela época já não tínhamos e nunca tivemos problemas com gays, lésbicas, gordos ou negros, nos surpreendemos por que o comentário  além de deselegante, tinha um cunho caustico,  debochado e preconceituoso. 
Claro que eles foram excluídos sumariamente das nossas relações, sem que tomassem conhecimento dos motivos, mas ficou aquela pedra solta dentro do sapato, quando se é acusado inocentemente de algo que é uma inverdade e ainda concebido por um preconceito e não por algo que seria apenas uma diferença a ser respeitada (se fosse verdade) e não discriminada e fofoqueada de forma maldosa como fizeram.
Passado todo este tempo, soube que ainda estão juntos e abraçando alguns problemas pessoais em sua casa, pois o filho que naquele tempo era uma criança estranhamente silenciosa e que agora já deve estar beirando os vinte e poucos anos, confessou ser gay, o que causou um grande alvoroço familiar. Achei corajosa a atitude do jovem que abriu espaço para a sua verdade e que sem saber, tirou aquela pedra incômoda de dentro do meu sapato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você pode fazer seu comentário clicando sobre o título da postagem onde será direcionado para Conversa Fiada, com espaço para a publicação da sua opinião. Ela será acolhida com atenção e carinho e sempre que possível respondidas.

Você também pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...