quarta-feira, 20 de agosto de 2014

AI EU JÁ NEM SEI O QUE FAÇO E O QUE DIGO.

Quando eu era menino, brincava nos fundos da minha casa, por onde corria um riacho de água limpa e que minha mãe algumas vezes lavava roupas. Acho que este braço de água, também faz parte do Arroio Diluvio, hoje poluidíssimo aqui em Porto Alegre.
Minha mãe enquanto lavava roupas, cantava parte de uma musica que eu lembro ate hoje e que me marcou profundamente pela tristeza das palavras. "Ai a solidão vai acabar comigo!. Ai, eu já nem sei o que faço e o que digo!..." Mas esta tristeza toda serviu de referencial para eu conhecer melhor, anos depois, minha mãe e Dolores Duran e assim ficarmos mais próximos. 
A Internet é difusora de informações que às vezes achamos difícil ou impossível de encontrar, mas que na maioria das vezes não nos deixa sem respostas. Foi só eu digitar uma frase da musica no espaço de pesquisa, acrescentando a palavra +musica e pronto, resgatei aqueles momentos impares em que ouvia minha mãe cantar na beira do riacho. A tristeza na voz de minha mãe e de Dolores Duran, me serviu como um fluido de reflexão para compreender hoje, alguns mecanismos humanos tão necessários para continuarmos vivendo e sonhando.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você pode fazer seu comentário clicando sobre o título da postagem onde será direcionado para Conversa Fiada, com espaço para a publicação da sua opinião. Ela será acolhida com atenção e carinho e sempre que possível respondidas.

Você também pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...