segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

COMPRANDO GATOS POR LEBRES.

Se existe um xixi, capaz de acabar com uma carreira profissional, foi aquele que o comandante do transatlântico Costa Concórdia levou depois de naufragar na costa italiana vitimando um grupo de turistas em pleno passeio de ferias e pior ainda, ter abandonado o navio descaradamente com algumas vitimas já mortas em seu interior. O xixi foi merecido e mundial,  que foi transmitido por quase todas as redes de televisão do mundo.
Este comandante, segundo uma das passageiras do navio, era do tipo arrogante, não falava e não cumprimentava quase ninguém, além de tomar atitudes pouco convencionais como trancafiar-se em sua cabine ao lado de uma mulher loira que caiu em suas graças e dando justificativas tão esfarrapadas, quanto as que deu ao comandante da guarda costeira pelo motivo de seu abandono as vitimas do naufrágio.
Eu fico pensando quantas vezes nesta vida compramos gato por lebre, acreditando que estamos nas mãos de profissionais competentes como a exemplo de (médicos, advogados, etc..) e temos uma grande surpresa ao descobrir que estávamos sob julgo e decisão de incompetentes e irresponsáveis.
No ano passado, quando retornava de Salvador à Porto Alegre pela companhia Webjet, algumas atitudes do comandante me deixou muito surpreso e inseguro com a viagem. Além de fazer brincadeiras pelo alto falante da aeronave, como pronunciar um monte de palavras sem sentido ou simulando estar falando em inglês e que nossa próxima parada seria em Nova Iorque, o que fez alguns passageiros gargalharem durante o vôo, a o aterrizar no aeroporto do Rio - numa das conexões previstas, chegou a dar um suspiro profundo no alto falante e dizer: _Ufa!.. Graças à Deus conseguimos!
Nesta mesma parada, no aeroporto do Rio, quando aproveitei para utilizar o banheiro, percebi em sua cabine a presença de duas crianças, onde uma delas estava sentada no seu assento de piloto, diante de toda aquela parafernália de equipamentos sofisticados. Não sei em que momentos as crianças entraram na cabine, mas aprendi desde cedo que devemos mante-las afastadas de painéis de carros, se não quisermos ter uma surpresa, quanto mais de uma aeronave. 
Acho que as crianças deviam ser seus parentes e ele disse para uma delas, visivelmente fascinada diante daqueles equipamentos cheio de botões e luzes: _Agora é tudo com você!.. 
Desde este incidente, que nunca se sabe, poderia ter virado uma tragédia, evito voar pela Webjet.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você pode fazer seu comentário clicando sobre o título da postagem onde será direcionado para Conversa Fiada, com espaço para a publicação da sua opinião. Ela será acolhida com atenção e carinho e sempre que possível respondidas.

Você também pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...